Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Fiscais dos parcómetros de Braga saem para as ruas esta segunda-feira

Carros 100% elétricos têm avença especial de doze euros por ano.
Secundino Cunha 2 de Dezembro de 2019 às 08:49
Fiscais dos parcómetros começam hoje a fiscalizar os 1800 lugares de estacionamento pago da cidade de Braga
Fiscais dos parcómetros começam hoje a fiscalizar os 1800 lugares de estacionamento pago da cidade de Braga FOTO: Direitos Reservados
Esta segunda-feira de manhã marca o início da fiscalização do estacionamento pago à superfície, na cidade de Braga, por parte da EUB – Estacionamentos Urbanos de Braga -, uma unidade dos Transportes Urbanos de Braga, que assume a gestão e fiscalização dos parcómetros e arrecada a receita.

A fiscalização volta às ruas da cidade depois de, por decisão judicial, a empresa ESSE ter perdido a concessão do estacionamento, mas há notícias positivas para os automobilistas: a taxa de estacionamento foi reduzida de um euro para 80 cêntimos por hora, e o número de lugares a cobrar passa de 2600 para 1800.

Este braço dos TUB tem uma loja no Campo da Vinha onde os cidadãos podem recolher informações, solicitar avenças e regularizar a situação, servindo ainda de "centro de operações para a equipa de fiscalização".

Outra das novidades prende-se com as facilidades de pagamento. Este pode ser efetuado através da aplicação da Via Verde e, brevemente, estará disponível uma aplicação desenvolvida para o telemóvel.

Teotónio dos Santos, administrador dos TUB, lembrou que, com esta gestão, "a empresa municipal espera arrecadar entre 500 a 600 mil euros por ano, um valor que será investido na renovação de frota". A equipa de fiscalização é composta por cinco elementos, um número que será reforçado durante o próximo ano".

De forma a "garantir a rotatividade", Teotónio dos Santos explicou que "cada estacionamento terá a duração máxima de duas horas". Mas há a possibilidade de avenças e os carros 100% elétricos pagam doze euros por avença anual.
Ver comentários