Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

GNR investiga morte de duas lontras no rio Lima

Autoridades suspeitam que os animais tenham sido envenenados.
Secundino Cunha e Fátima Vilaça 30 de Outubro de 2019 às 08:51
As duas lontras encontradas sem vida na margem do rio Lima foram recolhidas pelo Núcleo de Apoio Técnico da GNR
As duas lontras encontradas sem vida na margem do rio Lima foram recolhidas pelo Núcleo de Apoio Técnico da GNR FOTO: Direitos Reservados
O Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR está a investigar as causas da morte de duas lontras, encontradas no rio Lima, em Ponte de Lima.

Segundo o Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, o caso foi detetado no domingo, naquele concelho do Alto Minho, "havendo suspeitas de que as lontras tenham sido envenenadas".

A mesma fonte adiantou que os animais foram "recolhidos pelo Núcleo de Apoio Técnico (NAT) da GNR para preservação de eventuais vestígios de veneno", sendo que "o auto de notícia foi elaborado pelo Núcleo de Proteção Ambiental do destacamento territorial de Arcos de Valdevez".

"O auto de notícia foi remetido para o SEPNA do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, que agora investigará o caso", especificou a fonte.
Contactada pela Lusa, a vice-presidente da Câmara de Ponte de Lima, que detém o pelouro do Ambiente, Mecia Martins, referiu que "as duas lontras foram detetadas, no domingo, por um funcionário da autarquia que, de imediato, acionou as autoridades".

Os animais foram encontrados junto à ecovia do rio Lima, um percurso com uma extensão de cerca de 70 quilómetros que passa pelos concelhos de Viana do Castelo, Ponte de Lima, Ponte da Barca e Arcos de Valdevez.

As lontras foram detetadas "por baixo da ponte romana da vila, numa zona designada de Além do Rio-Arcozelo".

Mecia Martins adiantou tratar-se do "primeiro caso" do género registado no concelho, onde a presença das lontras se tornou "normal" nos últimos anos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)