Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Hospital de Faro raciona remédio para esclerose

Unidade só disponibiliza medicamento para doentes de esclerose múltipla para cinco dias.
João Mira Godinho 11 de Fevereiro de 2017 às 09:35
O hospital de Faro
O hospital de Faro FOTO: Pedro Noel da Luz
O hospital de Faro está a racionar a quantidade do medicamento tecfidera que distribui aos doentes. Ontem, a uma utente com esclerose múltipla, apenas foi disponibilizada uma dose para cinco dias, à tarde, depois de, durante a manhã, lhe terem recusado o medicamento que combate a doença.

"Na terça-feira, disseram que não havia; hoje [ontem] de manhã, voltaram a dizer o mesmo, e à tarde, informaram que já havia tecfidera, mas apenas iam entregar o suficiente para cinco dias", contou ao CM o marido da doente. "Uma caixa do medicamento chega para um mês. Parece que estão a abrir as caixas para dividir as lamelas pelas pessoas", acrescentou, referindo que "há cerca de um mês que o hospital já só entregava comprimidos suficientes para uma semana".

Conforme o CM noticiou, uma outra doente com esclerose múltipla viu ser-lhe recusado tecfidera no hospital na quarta-feira de manhã. O medicamento acabou por ser disponibilizado à utente na tarde desse dia, depois de o CM contactar o Centro Hospitalar do Algarve (CHA), que administra os hospitais de Faro, Portimão e Lagos. Na altura, o CHA garantiu que o reforço do stock ia estar concluído na quinta-feira e negou qualquer rotura.

Ontem, novamente questionado sobre a falta do medicamento e a recusa de entrega a mais uma doente, o Centro Hospitalar do Algarve explicou que a reposição de stock só "ficou concluída ao início da tarde [de ontem], com a entrega de mais unidades deste fármaco, as quais serão dispensadas em horário acordado diretamente com os doentes".
hospital de Faro Centro Hospitalar do Algarve CHA Faro Portimão saúde tratamentos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)