Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Investimento de milhões para requalificar cidade

Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano integra aposta na inclusão social projetos.
Manuel Jorge Bento 11 de Junho de 2016 às 12:55
Cidade Berço garantiu apoio financeiro da União Europeia para vários projetos de requalificação, a executar até 2020
Cidade Berço garantiu apoio financeiro da União Europeia para vários projetos de requalificação, a executar até 2020 FOTO: CMTV
A reabilitação do edifício Jordão e Garagem Avenida, a conclusão da requalificação da antiga fábrica Freitas & Fernandes, para a instalação de uma unidade das Nações Unidas, e a recuperação da área central das Taipas são alguns dos investimentos incluídos no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Guimarães. O município foi contemplado com 18,5 milhões de euros de fundos comunitários, que a autarquia deverá aplicar nos próximos quatro anos.

"Os fundos comunitários são fundamentais para o conjunto dos nossos investimentos estratégicos e para a sustentabilidade financeira do município", afirmou Domingos Bragança, edil vimaranense, na assinatura do contrato com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, que gere a atribuição das verbas da União Europeia na região.

O programa inclui também a recuperação de habitações sociais nos bairros Nossa Senhora da Conceição, São Gonçalo, Atouguia e Emboladoura (Gondar), bem como a requalificação do Parque das Hortas. Dividido em três áreas – mobilidade, reabilitação urbana e promoção da inclusão social –, o plano estratégico contempla ainda a criação de uma rede urbana de percursos cicláveis no concelho, bem como ligações às vilas.

No caso de Guimarães, o plano centra-se na melhoria do espaço público, com a mobilidade centrada no peão e na bicicleta, reabilitação do edificado patrimonial existente, regeneração do espaço comunitário favorecido com a criação de diversas áreas de reabilitação urbana e prevalência da eficiência energética nas habitações sociais do município.