Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Jovens internados por delitos olham para Centro Educativo como oportunidade para recomeçar

Instituição em Vila do Conde reabriu em janeiro deste ano após ter sido encerrada em 2014.
Aureliana Gomes 10 de Julho de 2018 às 11:30
Ministra Francisca Van Dunem esteve na reinauguração do Centro Educativo de Santa Clara, em Vila do Conde
Jovens
Ministra Francisca Van Dunem esteve na reinauguração do Centro Educativo de Santa Clara, em Vila do Conde
Jovens
Ministra Francisca Van Dunem esteve na reinauguração do Centro Educativo de Santa Clara, em Vila do Conde
Jovens
Maria, de 19 anos, e João, de 17, chegaram ao Centro Educativo de Santa Clara, Vila do Conde, em janeiro, aquando da reabertura da instituição que encerrou em 2014.

O centro foi inaugurado, estar terça-feira, pela Ministra da Justiça, Francisca Van Dunem. Os dois jovens estão em internamento por terem cometido vários delitos. Maria está nesta condição há 14 meses, seis dos quais neste centro.

"Estive oito meses em Lisboa. Nesse período não houve um dia que não chorasse. Custou muito estar longe da família", disse ao CM. Quando regressou ao norte, de onde é natural, empenhou-se no curso de cabeleireira e já está no mercado de trabalho. "Cometi muitos erros. Aqui aprendi a ver as coisas de forma diferente. Já estou a trabalhar e hoje (ontem) já vou embora. Foi bom ter tido esta reprimenda", confessou.

João, de 17 anos, veio da Madeira. "Fiz muitas asneiras. Agora olho para trás e vejo isto aqui como uma nova oportunidade para recomeçar tudo", disse com voz embargada e a pensar nos 10 dias que faltam para regressar ao arquipélago.

O Centro tem capacidade para 54 jovens, entre os 14 e os 19 anos, mas neste momento, tem 21- 13 rapazes e seis raparigas. "Aqui é feito um trabalho de muita proximidade.

O princípio base é que a reinserção ensina cá dentro e experimenta-se lá fora", revelou o diretor do centro Santa Clara, Jorge Simões.

Na inauguração do espaço criado em 2010 e encerrado quatro anos pelo Governo, Francisca Van Dunem explicou a importância da reabertura e desvalorizou o facto de ter sido encerrado. "O encerramento não foi um erro. Foi resultado da conjuntura de então. Decidimos reabri-lo porque consideramos que a proximidade dos jovens à família é fundamental para a sua reinserção", disse.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)