Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Lagos constrói 150 fogos a custos controlados

Câmara vai gastar 15 milhões de euros para resolver carências habitacionais.
Diana Santos Gomez 12 de Setembro de 2019 às 08:34
Lagos assume ajuda aos que necessitam de um tecto para viver. Os primeiros fogos serão construídos no início de 2020
Lagos assume ajuda aos que necessitam de um tecto para viver. Os primeiros fogos serão construídos no início de 2020 FOTO: Direitos Reservados
A Câmara de Lagos pretende construir entre 100 e 150 fogos a custos controlados em diversas zonas do concelho. O investimento global poderá atingir os 15 milhões de euros, apurou o CM. O objetivo é atribuir os apartamentos não só a famílias carenciadas mas também a pessoas da classe média que tenham dificuldades em encontrar habitação para alugar ou comprar.

Segundo afirmou ao Correio da Manhã Hugo Pereira, presidente da autarquia, verifica-se que "cada vez é mais difícil para a classe média conseguir pagar uma renda".

O autarca revelou ainda que, no âmbito deste programa habitacional aprovado no final do ano passado, já foram
sinalizadas nos anos mais recentes "cerca de 400 pessoas que procuraram informar-se para futuras candidaturas".

Será com base nas necessidades dos candidatos que o município vai adaptar a oferta, que pode começar na tipologia de T1 até T5. As intervenções nas zonas rurais do concelho já estão a decorrer, e as habitações poderão começar a ser concedidas até 2021. "O que seria destas pessoas sem o apoio das autarquias?" questiona o presidente da Câmara de Lagos e sublinha que "o direito à habitação está previsto na constituição e as autarquias têm de ajudar".

No início do próximo ano, devem começar a ser construídos nove fogos no Sargaçal, e oito em Bensafrim com um custo de cerca de 2 milhões de euros. Neste momento, encontram-se em fase final de projeto para ir a concurso.

Atualmente, existem 400 fogos destinados à habitação social. Os primeiros começaram a ser edificados em 1981.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)