Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Novo cais para barcos em Faro chega 35 anos depois

Concurso aberto para construir estrutura flutuante que terá um custo de 50 mil euros.
Tiago Griff 28 de Maio de 2018 às 07:57
Pontão atual está completamente degradado e não tem condições de segurança para paragem de embarcações
Pontão atual está completamente degradado e não tem condições de segurança para paragem de embarcações FOTO: Nuno Alfarrobinha
A Docapesca lançou um concurso público para a construção de um novo cais flutuante no núcleo habitacional dos Hangares, na ilha da Culatra, em Faro, 35 anos depois de o último ter sido destruído. Uma notícia bem recebida pelos ilhéus, que já não têm de se deslocar mais de um quilómetro a pé para apanharem um barco-carreira para terra e até o socorro vai ficar mais agilizado com a nova estrutura.

"Era algo que já reivindicávamos há muito tempo", conta ao CM José Lezinho, presidente da Associação de Moradores dos Hangares, que revela as dificuldades do dia a dia dos ilhéus: "Quando vão, por exemplo, às compras têm de ir a pé, apanhar as carreiras a cerca de 1,5 quilómetros de distância, nos cais dos núcleos do Farol ou da Culatra, e muitos são idosos. Quando regressam, com os sacos cheios, fazem novamente o trajeto. Com os jovens, que vão para escola em Olhão todos os dias, é igual", lembra. O barco- -carreira vai poder apanhar os passageiros no novo cais, bem como as embarcações de recreio ou pesca, mas a única que terá autorização para ficar lá estacionada será a de socorro.

"Atualmente, quem tem algum problema de saúde tem de ser transportado numa viatura da Cruz Vermelha para um dos outros cais e só aí é que vai para o hospital", lamenta Lezinho.

A empreitada vai custar cerca de 50 mil euros e tem um prazo de execução de 150 dias.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)