Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Orçamento para Lisboa atinge 1,38 mil milhões de euros

Carris conta com 142 milhões de euros.
João Saramago 2 de Novembro de 2018 às 08:36
Câmara Municipal de Lisboa
Câmara Municipal de Lisboa
Câmara Municipal de Lisboa
Câmara Municipal de Lisboa
Câmara Municipal de Lisboa
Câmara Municipal de Lisboa
Lisboa conta para o próximo ano com um orçamento de 1,38 mil milhões de euros, montante que representa um acréscimo de 8,3% face ao orçamento deste ano e que foi aprovado anteontem, após nove horas de reunião.

Deste montante 142 milhões de euros são destinados ao funcionamento da Carris. Já a EMEL, empresa que gere na capital o estacionamento, conta com 55 milhões de euros. Uma fatia de 34 milhões de euros é para a GEBALIS, empresa que gere os bairros sociais.

Para a EGEAC, empresa municipal com o encargo das atividades culturais, estão definidos 32 milhões de euros. Com o agravamento do custo das rendas, o Programa Renda Acessível será reforçado para um total de 23,4 milhões de euros.

Para o Hub Criativo do Beato estão destinados 20,3 milhões de euros. A reabilitação urbana é uma das apostas fortes da autarquia para onde canaliza 30 milhões de euros. Uma fatia de 28,8 milhões de euros é destinada à requalificação das escolas.

O orçamento municipal contou com os votos favoráveis do PS e BE e os votos contra do CDS-PP, PSD e PCP.

"Aumento de 56% em impostos e taxas desde 2015"
Assunção Cristas, vereadora do CDS-PP, diz que o orçamento está "viciado em aumento da receita". Para os centristas, desde 2015 registou-se uma subida de "56% em impostos diretos, indiretos e taxas".

Teresa Leal Coelho, do PSD, mostrou preocupação por serem os impostos sobre o imobiliário a alavancar o orçamento. João Ferreira, do PCP, criticou a falta de dinâmica na reabilitação de fogos dispersos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)