Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Parque das Nações tem rua infestada de ratos

Serviços da Câmara colocaram iscos nos terrenos desde as traseiras da rua da Centieira até à linha ferroviária.
João Saramago 5 de Janeiro de 2017 às 07:48
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da Centieira alegam que é insuportável viver num local onde há ratazanas por toda a parte
Moradores da rua da Centieira, no Parque das Nações, em Lisboa, dizem que a artéria está infestada de ratos e afirmam não ter capacidade para controlar os animais. A Câmara Municipal de Lisboa reconhece o problema e esclarece que já desde 2012 foram realizadas seis intervenções no local.

Maria Arlete Balcão, de 75 anos, é residente na rua da Centieira há mais de 40 anos. Nos últimos quatro anos, afirma, a praga de ratos tornou-se insuportável. "Vivo sempre em sobressalto. Destroem tudo, até comem papel higiénico e sacos plásticos", exemplifica.

Ismael Custódio, de 67 anos, diz que tinha na capoeira quatro galos, "que foram mortos pelas ratazanas". "Também me mataram duas rolas. Acabei por libertar as restantes para não serem mortas."

A Câmara Municipal de Lisboa esclarece que faz ações de "controlo de pragas de murídeos e blatídeos (ratos e baratas) sempre que há solicitações nesse sentido por parte de moradores e outros". No caso da rua da Centieira, "foram feitas seis intervenções dos serviços desde novembro de 2012". "Em novembro último, a Câmara e os proprietários do numero 122 daquela artéria desenvolveram uma ação conjunta de controlo daquela praga", acrescenta ao Correio da Manhã fonte do gabinete de comunicação da autarquia lisboeta.

A autarquia esclarece ainda que está a acompanhar e a monitorizar a situação. "Com o objetivo de controlar a praga foram, colocados rodenticidas (iscos) nos terrenos que separam as traseiras dos edifícios da rua da Centieira da linha do caminho de ferro."
Ver comentários