Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Pescadores querem maior quota na sardinha

Associação do setor diz que as 5 mil toneladas permitidas até final de julho são poucas.
Tiago Lima 29 de Maio de 2019 às 08:57
Mestres e armadores garantem que a quantidade de sardinha no mar está a aumentar e reclamam uma maior quota
Pesca de sardinha
Pesca de sardinha
Pesca de sardinha
Pesca de sardinha
Mestres e armadores garantem que a quantidade de sardinha no mar está a aumentar e reclamam uma maior quota
Pesca de sardinha
Pesca de sardinha
Pesca de sardinha
Pesca de sardinha
Mestres e armadores garantem que a quantidade de sardinha no mar está a aumentar e reclamam uma maior quota
Pesca de sardinha
Pesca de sardinha
Pesca de sardinha
Pesca de sardinha
A menos de uma semana do fim do defeso e do início da pesca da sardinha, os pescadores não se conformam com a quota disponível para a espécie.

Neste momento, até ao fim de julho apenas podem apanhar 5 mil toneladas, no País inteiro. E aguardam com apreensão o parecer final do Conselho Internacional para a Exploração do Mar (ICES), que deve ser conhecido até ao final desta semana, e que vai estabelecer em definitivo a quantidade permitida.

Receando, "por informações avulsas", que a quota não seja aumentada, Miguel Cardoso, presidente da OlhãoPesca, dá voz ao descontentamento dos homens do mar.

"É muito pouco e não sabemos o que aí virá de agosto em diante, estamos apertando o garrote", alerta o dirigente, referindo que "o ICES não está a ter em consideração os relatórios de 2017 a 2019", que, segundo Miguel Cardoso, "evidenciam uma melhoria substancial no recurso, confirmada por mestres e armadores e certificada pelo IPMA (Instituto Português do Mar e Atmosfera) e pelo congénere espanhol".

Miguel Cardoso cita um estudo, do próprio ICES, de 14 de maio, segundo o qual "as capturas ibéricas de sardinha, no ano de 2019, poderão chegar a 16 450 toneladas, se a biomassa com mais de um ano for estimada em 200 mil toneladas".

Ora, segundo o responsável da OlhãoPesca, as últimas campanhas para avaliação da quantidade de sardinha no mar detetaram valores próximos dessas 200 mil toneladas e os níveis de biomassa têm aumentado, pelo que a quota também deveria ser maior.

"Queremos que a apanha da sardinha seja sustentável mas não aceitamos nem compreendemos que perante as evidências, se continue a reduzir a possibilidade da pesca da sardinha", reclama.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)