Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Poluição da ETAR de Matosinhos trava banhos em duas praias

Câmara estuda solução com a Indaqua para o problema ambiental.
Aureliana Gomes 4 de Setembro de 2019 às 08:43
Caso registado entre as praias do Cabo do Mundo e do Aterro
Águas sujas e com dejetos foram lançadas no areal
Mancha negra invadiu areia de zona não balnear
Caso registado entre as praias do Cabo do Mundo e do Aterro
Águas sujas e com dejetos foram lançadas no areal
Mancha negra invadiu areia de zona não balnear
Caso registado entre as praias do Cabo do Mundo e do Aterro
Águas sujas e com dejetos foram lançadas no areal
Mancha negra invadiu areia de zona não balnear
As praias do Cabo do Mundo e do Aterro, entre Leça da Palmeira e Perafita, Matosinhos, estão interditas a banhos desde segunda-feira, por precaução, após ter sido detetado nos areais o escorrimento de águas sujas e dejetos provenientes da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) numa zona não balnear entre as duas praias. A bandeira vermelha foi erguida. A câmara mostra-se atenta ao problema.

A Polícia Marítima foi chamada ao local e recolheu vestígios para perceber a origem da poluição. "Mediante os resultados, será instaurado um processo-crime ou uma contraordenação", afirmou ao CM Cruz Martins, comandante da Polícia Marítima de Leixões. Para evitar que os dejetos chegassem ao mar, foi colocada uma vedação de areia junto ao local, com auxílio de uma retroescavadora. "Foi ainda efetuada a limpeza dos resíduos com ajuda de um autotanque", indicou.

Também na segunda-feira, a Agência Portuguesa do Ambiente esteve no local a recolher amostras da água do mar para análise. "Até serem conhecidos os resultados, desaconselhamos os banhos nas duas praias, numa atitude preventiva. Acima de tudo, queremos salvaguardar a saúde dos banhistas", acrescentou Cruz Martins.

Já a presidente da Câmara de Matosinhos, Luísa Salgueiro, mostrou-se ontem preocupada com a situação recorrente. "Já no ano passado se verificou algo semelhante. É muito desagradável para todos", disse a autarca, revelando que a autarquia está a estudar uma solução, juntamente com a Indaqua - concessionária das águas e saneamento, responsável pela ETAR. "Está em cima da mesa uma solução para evitar estas fugas. Estamos a trabalhá-la em conjunto. Esperamos resultados em breve", concluiu.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)