Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Populares revoltados com ossos e roupas de defuntos no cemitério

População de Albergaria, em Santarém, exige e pede mais respeito pela memória dos entes queridos.
João Nuno Pepino 5 de Outubro de 2019 às 10:06
Populares revoltados com ossos e roupas de defuntos no cemitério
Populares revoltados com ossos e roupas de defuntos no cemitério
Populares revoltados com ossos e roupas de defuntos no cemitério
Populares revoltados com ossos e roupas de defuntos no cemitério
Populares revoltados com ossos e roupas de defuntos no cemitério
Populares revoltados com ossos e roupas de defuntos no cemitério
A aldeia de Albergaria, no concelho de Santarém, é pequena, mas a indignação que cresce entre a população é enorme. Os cerca de 300 moradores exigem respeito pela memória dos entes queridos num cemitério sujo e com muros a cair, onde salta à vista o desleixo e a falta de zelo acumulados nos últimos anos.

O descontentamento popular agravou-se há cerca de uma semana, quando, durante um funeral, descobriram que a antiga capela do cemitério está a ser usada como depósito de campas desenterradas, onde existem até ossadas humanas. "Ficámos incrédulos", disse ao CM Luís Vieira, mostrando um monte de terra com madeiras de caixões, artefactos fúnebres, roupas e ossos de defuntos largados no chão da capela de Santa Catarina. A população promete não ficar parada.

"Mandámos um email à Câmara de Santarém e à Junta de Freguesia de Almoster a pedir a legislação que rege os cemitérios para saber até onde podemos levar a nossa indignação", explicou Sara Teixeira. "Fizemos também um abaixo-assinado contra o estado de degradação e abandono do cemitério, e recolhemos mais de 70 assinaturas em apenas três dias", acrescentou Vítor Carvalho, outro residente em Albergaria.

O presidente da Junta de Almoster, João Neves, garantiu ao CM que "desconhecia em absoluto" a existência de restos de cadáveres, ou sequer que o interior da capela esteja a ser usada para depósito de terras, pois a manutenção do cemitério está entregue há vários anos a uma empresa externa. "A ser verdade, o assunto será resolvido nos próximos dias", afirmou o autarca.
Albergaria Santarém questões sociais morte política autoridades locais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)