Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Projeto de barreiras de segurança para pontes do rio Douro na 'gaveta' há uma década

Barreiras iriam servir para economizar meios essenciais para buscas
Nelson Rodrigues 28 de Julho de 2019 às 11:03
A carregar o vídeo ...
Projeto de barreiras de segurança para pontes do rio Douro na 'gaveta' há uma década
Foi há precisamente 10 anos que se falou pela primeira vez na possibilidade de serem colocadas barreiras de segurança ou sistemas de vigilâncias em todas as pontes do rio Douro, entre o Porto e Vila Nova de Gaia, com o objetivo de travar as quedas e os suicídios.

Na altura, várias entidades públicas e privadas assumiram que para que as pontes antissuicídio nascessem seria necessário estudar cada uma das estruturas e as suas componentes aerodinâmicas. A verdade é que desde 2009 nada foi feito.

"Falou-se que o objetivo era tornar difícil todo o género de quedas mas nada foi feito. Não há barreiras, redes ou sistemas de vídeo. Talvez porque qualquer uma destas soluções pudesse vir a prejudicar a paisagem que ambas as cidades pretendem manter", disse ao CM fonte ligada à Autoridade Marítima, que refere que todas as semanas se registam casos de quedas fatais.

"Tudo isto seria bom para as autoridades, porque se iria economizar nos meios essenciais para as buscas que depois são necessárias fazer aos corpos", frisou.

As pontes que registam maior número de quedas são as pontes da Arrábida e a Luiz I (onde passa o metro) mas há ainda registo de quedas na ponte do Freixo, Infante, Dona Maria e de S. João (ferroviária).

O CM contactou as câmaras de Gaia e do Porto para saber se há algum projeto previsto para a criação de barreiras nas pontes, mas ambas as autarquias referiram que a competência das mesmas é da Infraestruturas de Portugal (IP).

A IP não respondeu às várias tentativas de contacto. Já a Autoridade Marítima não quis revelar o número de quedas dos último anos.
Vila Nova de Gaia Douro Porto Autoridade Marítima Autoridade Marítima IP
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)