Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Reabilitar o centro histórico para evitar o despovoamento

Autarcas e investigadores concordam na necessidade de investimento para fixar moradores na baixa da cidade.
Aureliana Gomes 30 de Abril de 2016 às 06:00
Debate discutiu ontem a falta de moradores no centro histórico do Porto
Debate discutiu ontem a falta de moradores no centro histórico do Porto FOTO: DR
É fundamental encontrar a cidade de todos." A frase é de Correia Fernandes, vereador do Urbanismo da Câmara do Porto, no debate de ontem com o tema ‘Despovoamento do Centro Histórico’, que reuniu políticos, autarcas, investigadores e moradores, no Mercado Ferreira Borges. Em causa, a necessidade de fixar habitantes numa zona que atrai turistas, mas que tem cada vez menos população.

"Os conceitos têm de ser reformulados. No centro não existem escolas primárias, estações de correio, centro de saúde ou serviços públicos de proximidade. Isto tem de estar previsto e garantido no Plano Diretor Municipal (PDM)", disse Correia Fernandes, convidando à participação na discussão pública do PDM.

O debate foi organizado pela União de Freguesias do Centro Histórico do Porto, presidida por António Fonseca. "[O centro histórico] Perdeu , nos últimos dois anos dois mil eleitores, nos últimos dois meses perdeu 250 e, só nos últimos dois dias, perdeu sete eleitores", vincou António Fonseca.

Nesse sentido, defendeu-se ontem no debate, é preciso investir na reconstrução do casco histórico, onde grande parte das casas se encontram em avançado estado de degradação. Nos últimos anos, as apostas foram para o turismo, mas a tendência tem de ser alterada. "Vai ser necessário criar um ‘gabinete de guerra’ para gerir o centro histórico contra as perversões de um falso desenvolvimento", disse Hélder Pacheco, investigador. Perante o olhar atento dos cerca de 50 moradores e ex-habitantes da zona histórica, Correia Fernandes referiu ainda que "é fundamental que todos ajudem na construção do novo centro histórico. Não é preciso ser-se arquiteto ou engenheiro. Todos temos um conceito da casa onde queremos viver".

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)