Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Residências universitárias contam com mais camas para estudantes

Abrangem 42 concelhos e mais de 250 imóveis, de conventos a palácios.
Rogério Chambel 27 de Fevereiro de 2019 às 08:39
Ministério da Educação, Lisboa
Mosteiro de S. Dinis, Odivelas
Quartel da Trafaria
Palácio das Laranjeiras, Lisboa
Mosteiro Stª Rosa Lima, Guimarães
Ministério da Educação, Lisboa
Mosteiro de S. Dinis, Odivelas
Quartel da Trafaria
Palácio das Laranjeiras, Lisboa
Mosteiro Stª Rosa Lima, Guimarães
Ministério da Educação, Lisboa
Mosteiro de S. Dinis, Odivelas
Quartel da Trafaria
Palácio das Laranjeiras, Lisboa
Mosteiro Stª Rosa Lima, Guimarães
Conventos, palácios, pousadas da juventude, vivendas, escolas e até as antigas instalações do Ministério da Educação na Avª 5 de outubro, em Lisboa, vão passar a ser residências universitárias.

No total, vão ser criadas 11 500 novas camas, incluindo-se numa primeira fase a construção, reabilitação e requalificação de mais de 250 imóveis. São abrangidos 42 concelhos.

A Fábrica da Pólvora (Barcarena), a antiga Casa dos Jesuítas (Coimbra), o edifício nº 2 do Observatório da Ajuda, o mosteiro de Santa Maria do Mar (Carcavelos) são alguns dos imóveis para residências.

No que se refere a Lisboa, e segundo a plataforma online Uniplaces, os estudantes pagaram, em média, no ano passado, 377 euros mensais por quarto.

Entretanto, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, manifestou a sua preocupação, pois a Área Metropolitana de Lisboa fica com 60% da oferta.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)