Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Skatepark de Guimarães vai custar 175 mil euros

Pensado para praticantes de desportos radicais como skate, in-line e BMX.
Liliana Rodrigues 30 de Outubro de 2017 às 08:43
Obra ocupa um terreno entre as ruas Tacoronte e Dr. José Augusto da Silva e ficará pronta dentro de três meses
Obra ocupa um terreno entre as ruas Tacoronte e Dr. José Augusto da Silva e ficará pronta dentro de três meses FOTO: Direitos Reservados
Está a crescer na freguesia de Costa, em Guimarães, um skatepark. A obra ficará pronta dentro de três meses e tem um custo de cerca de 175 mil euros. Vai ocupar um terreno entre as ruas Tacoronte e Dr. José Augusto da Silva.

O novo parque radical destina-se à prática de desportos alternativos como skate, in-line ou BMX. A incorporação de equipamentos desta natureza, nomeadamente para a prática de skate e dos denominados "desportos alternativos", nas esferas de espaços públicos e coletivos das cidades portuguesas é uma tendência crescente nas opções do Executivo vimaranense. O objetivo é dotar o concelho de mais um espaço para a prática de desporto, cada vez mais procurados pelos vimaranenses.

"O ‘Parque Radical – Skateparque’ pretende ser um equipamento de referência para a cidade, mas também para o contexto global dos desportos alternativos, pela qualidade do equipamento em si e pela forma como se insere no tecido urbano e na topografia sociocultural da cidade", anuncia a autarquia de Guimarães.

"Há muito que esperamos por um parque destes. Costumo fazer skate na cidade, utilizando as rampas e escadas, mas não é de todo a mesma sensação do que poder praticar num espaço com um circuito pensado para nós", sublinha João Manuel Silva, praticante de skate.

Os primeiros trabalhos da empreitada, que já estão a decorrer no local, destinam-se a vedar a área que vai ser intervencionada. Segue-se a piquetagem topográfica e a respetiva preparação dos caminho de acesso a equipamentos pesados ao local da obra.
Ver comentários