Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Utentes temem fecho da Urgência pediátrica do Hospital Garcia da Orta

Falta de pediatras afeta o hospital há mais de um ano, quando saíram 13 profissionais.
Rogério Chambel 9 de Novembro de 2019 às 07:38
Hospital Garcia da Orta
Hospital Garcia da Orta FOTO: Pedro Dias Coelho
A Urgência pediátrica do Hospital Garcia de Orta (HGO), em Almada, está em risco de encerrar todas as noites (entre as 21h30 e as 08h30), a partir de 18 de novembro, por seis meses, denuncia a Comissão de Utentes do Concelho do Seixal.

A ministra da Saúde, Marta Temido, diz que "é uma hipótese que está ainda em estudo e que será sempre articulada com o alargamento de outro tipo de respostas". Por seu turno, a administração do hospital garante que "estão a ser trabalhadas várias hipóteses com o objetivo de minorar ou solucionar os problemas que se vivem atualmente" – falta de médicos – e que na próxima semana será tomada uma decisão.

"É uma situação muito preocupante. Vai aumentar a angústia que os utentes têm tido, pela expectativa de, numa situação de emergência, terem de ir para Lisboa com os condicionalismos que existem na ponte 25 de Abril, pois as alternativas são os hospitais de Santa Maria e a Dona Estefânia", explica José Lourenço, da Comissão de Utentes, que vai pedir uma reunião urgente à ministra da Saúde. E critica: "A tutela não dá condições para contratar de médicos". Em vista, está uma ação de protesto, no dia 18.

A falta de pediatras já afeta o hospital há mais de um ano, quando saíram 13 profissionais e, segundo o Sindicato dos Médicos da zona Sul, nem o lançamento de concursos foi suficiente para colmatar a carência porque "ninguém concorreu". Atualmente, trabalham 28 médicos no serviço de Pediatria, dos quais sete fazem Urgência e apenas quatro podem fazer noites porque têm menos do que 55 anos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)