Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Viúva com três filhos espera apoio há um ano

Mónica Leite, de 29 anos, e as crianças sobrevivem com o salário de 600 euros da mulher.
Fátima Vilaça 25 de Fevereiro de 2019 às 09:55
Mónica Leite
Mónica Leite
Mónica Leite
Mónica Leite
Mónica Leite
Mónica Leite
O Estado esqueceu-se de nós. Esqueceu-se de mim e dos meus filhos. Foi como se todos tivéssemos morrido com o Luís". É num misto de revolta e desalento que Mónica Leite, de apenas 29 anos e viúva há mais de 12 meses, continua a reclamar o subsídio a que tem direito pela morte do pai dos três filhos.

Luís Carvalho perdeu a vida num violento acidente de viação, que ocorreu em Fafe, a 1 de dezembro de 2017, e deixou três filhos - agora de 10, 8 e 7 anos. A mãe e as três crianças sobrevivem com os cerca de 600 euros que Mónica ganha de salário mensal.

"Há alturas em que é muito difícil conseguir pagar todas as despesas e ainda ter dinheiro para os alimentar e os vestir. Se não fosse a ajuda dos avós, eu e os meus filhos já teríamos passado fome", desabafa ao Correio da Manhã, emocionada.

Mónica Leite diz-se cansada de correr para as instalações da Segurança Social de Fafe e até de Braga, para pedir explicações. Reclama o direito ao apoio financeiro que lhe permitiria dar uma vida melhor aos filhos.

Questionada pelo CM, a Segurança Social indica que, "relativamente à beneficiária, e tendo em conta que se encontram em falta dois documentos essenciais legalmente exigidos para o reconhecimento da união de facto", o instituto "vai entrar em contacto com a beneficiária a solicitar a documentação em falta".

Acrescenta também que "o pagamento da pensão de sobrevivência aos descendentes está previsto para o mês de abril de 2019".

Entretanto, a viúva vai tentando enfrentar o dia a dia com o modesto salário e três filhos para criar.
Estado Mónica Leite Luís Carvalho Fafe Correio da Manhã Segurança Social de Fafe Braga
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)