Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

‘Ex’ de suspeito do caso Maddie "aterrorizada" refugia-se em casa-abrigo

Mulher terminou relação porque foi brutalmente espancada, depois de encontrar pornografia infantil no computador do alemão.
Pedro Zagacho Gonçalves 14 de Junho de 2020 às 21:37
Christian Brueckner
Christian Brueckner é o novo suspeito do rapto de Maddie
Christian Brueckner
Christian Brueckner
Christian Brueckner
Christian Brueckner, de 43 anos, é o principal suspeito do rapto e morte da menina
Christian Brueckner
Christian Brueckner é o novo suspeito do rapto de Maddie
Christian Brueckner
Christian Brueckner
Christian Brueckner
Christian Brueckner, de 43 anos, é o principal suspeito do rapto e morte da menina
Christian Brueckner
Christian Brueckner é o novo suspeito do rapto de Maddie
Christian Brueckner
Christian Brueckner
Christian Brueckner
Christian Brueckner, de 43 anos, é o principal suspeito do rapto e morte da menina

Chama-se Nakscije Miftari, tem 25 anos e é uma das ex-namoradas de Christian Brueckner, o suspeito alemão do desaparecimento de Madeleine McCann. A mulher, de ascendência kosovar, namorou com o pedófilo alemão e está em choque com as novas revelações do caso e, desde que veio a público a identidade do suspeito, está "em pânico" e viu-se obrigada a afastar-se da família e procurar refúgio longe do olhar público. Segundo a irmã da jovem, hoje com 25 anos (na altura que namorou com Brueckner era menor de idade) Miftari está "escondida" numa casa-abrigo, depois de ter falado com os investigadores.

Em entrevista ao Mirror a irmã de Nakscije Miftari, Azra, afirmou que "era melhor para todos se ele ficasse para sempre na prisão".

"É melhor que morra lá, para nunca mais voltar a magoar a minha família. A minha irmã está em pânico, está aterrorizada. Tem medo que, quando ele sair, volte a magoá-la", diz Azra, acrescentando que a irmã terminou a relação com Christian Brueckner quando foi violentamente espancada pelo alemão, depois de ter descoberto pornografia infantil no computador do namorado.

"Avisámo-la tantas vezes que ele não prestava, mas ela voltava sempre para ele, nunca percebi porquê. Eu não tenho mede dele, só me preocupa que possa fazer mal à minha irmã e aos meus filhos quando sair da prisão. Ele é um pedaço de m****", termina a irmã da ‘ex’ de Brueckner na entrevista.

Segundo a imprensa inglesa, Nakscije foi seduzida por Brueckner e a jovem acabou por vir com ele para Portugal, quando o alemão regressou ao Algarve em 2014. Mas a jovem depressa foi deportada de volta para a Alemanha, por suspeitas de envolvimento em crimes de roubo (pelos quais Brueckner viria a ser condenado).

Terá sido quando se reencontraram, na Alemanha, que a jovem descobriu pornografia infantil no computador do suspeito, condenado por crimes de pedofilia, roubo e violação. Nakscije abandonou Brueckner tratando imediatamente de o denunciar às autoridades. "Quando eles se separaram ele tentou matá-la à pancada. Batia-lhe muito, até ela ficar toda marcada. Ele saiu de Braunschweig, mas continuou a assediá-la por telefone durante muito tempo", revelou um amigo da jovem.

Todos estes detalhes já foram fornecidos aos investigadores, depois da ex-namorada de Christian Brueckner ter sido ouvida pelas autoridades.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)