Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

140 MIL GANHARAM PRÉMIO

Mais de seis milhões e meio de euros de receitas, um volume de apostas na ordem dos 3,5 milhões e 140 mil premiados. Estes são alguns dos resultados do sorteio do Euromilhões, que se realizou pela primeira vez em Portugal na passada sexta-feira. Apesar de não ter nascido, esta semana, nenhum euromilionário, já que o primeiro prémio ficou por entregar, os resultados não podiam ter sido mais animadores.
10 de Outubro de 2004 às 00:00
Os portugueses não resistiram e apostaram em força no euromilhões
Os portugueses não resistiram e apostaram em força no euromilhões FOTO: Pedro Catarino
Os números deixaram os responsáveis da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) agradavelmente surpreendidos. "Não estávamos à espera. Foram muito acima das nossas expectativas", afirmou ao CM Fernando Paes Afonso, presidente do Departamento de Jogos da SCML. "Portugal ficou em terceiro lugar, à frente da Inglaterra, no que diz respeito ao número de apostas brutas e foi o primeiro que mais apostas fez per capita", acrescentou.
Motivos para sorrir tiveram também os 140 mil portugueses vencedores. O prémio mais baixo foi de nove euros, mas cinco apostadores lusos tiveram a sorte do seu lado e conseguiram arracadar um quarto prémio, no valor de 5029 euros, a entregar a cada um.
O sorteio, realizado com apostas provenientes de Portugal e de mais oito países, num total de 200 milhões de habitantes, não teve vencedores para os dois primeiros prémios, o que faz com que, na próxima semana, o valor do prémio ascenda aos 17 milhões de euros. E se a sorte bater à porta de um português, isso significa arrecadar um prémio livre de impostos, algo inédito em Portugal, e o mais alto de sempre a ser entregue pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.
Por toda a Europa houve totalistas. Directamente de Paris, o sorteio dos números da sorte bafejou mais de 800 mil pessoas oriundas da França, Reino Unido, Espanha, Bélgica, Áustria, Suíça, Irlanda, Luxemburgo e, claro, Portugal. Destas, duas têm razões acrescidas para festejar, já que conseguiram arrecadar um prémio de 860 mil euros.
Na sexta-feira, às 23 horas, decidiu-se o destino de quem jogou. A combinação sorteada - 1, 10, 12, 16 e 48 e ainda as estrelas 2 e 6 - foi de imediato conhecida e quem ganhou pode agora reclamar o seu prémio, a ser entregue por cheque ou depósito bancário. Uma rotina que se vai repetir todas as semanas. E com um 'jackpot' garantido, o volume de apostas promete não ficar por aqui e voltar a bater recordes.
Isto apesar do grau de probabilidade de um português vencer o primeiro prémio ser apenas de um em cada 20. Mas tendo em conta que se trata da possibilidade de fazer parte da lista dos milionários, parece que as probabilidades não fazem parte das preocupações nacionais.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)