Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Há 18% de grávidas que bebem álcool

Estudo nacional revela consumo de álcool preocupante na gestação.
João Saramago 14 de Setembro de 2015 às 14:17
Um estudo revela que uma em cinco mulheres não deixa de beber álcool durante a gravidez
Um estudo revela que uma em cinco mulheres não deixa de beber álcool durante a gravidez FOTO: Getty Images

Duas em casa dez grávidas recusam abandonar o consumo de bebidas alcoólicas durante a gravidez, embora tenham consciência que vinho, cerveja ou bebidas brancas são prejudiciais para a saúde do bebé e podem mesmo provocar morte súbita do feto. Esta é uma das conclusões do estudo "O Consumo de Álcool na Gravidez", do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências.

O trabalho foi realizado com base em 1104 questionários obtidos junto de grávidas dos concelhos de Lisboa e de Oeiras. "No inquérito, 71% das participantes [afirmaram que] tomaram bebidas alcoólicas nos 12 meses anteriores à gravidez, 28% eram fumadoras quando souberam desta e 7% tinham consumido drogas nos 12 meses antes. A situação mais frequente consistia no consumo exclusivo de bebidas alcoólicas", referiu a investigadora Ludmila Carapinha.

 

Dos 71% de mulheres com hábitos de consumo de bebidas alcoólicas, 26% recusaram abandonar a bebida no período de gestação. Estas 203 mulheres representam 18% do número total de participantes no questionário.

Baixos rendimentos são tendência
A maior parte das grávidas que mantiveram o consumo de álcool pertence a agregados familiares com um rendimento médio mensal inferior a 500 euros.

A maioria disse já ter sofrido situações de maus tratos e violência doméstica, e referiu também que os companheiros possuem os mesmos hábitos de bebida. Uma grande parte teve também associado o consumo de tabaco e drogas.

O coordenador nacional para os Problemas das Drogas, das Toxicodependências e do Uso Nocivo do Álcool, João Goulão, referiu que na sequência destes resultados será realizada uma campanha de sensibilização para os problemas da bebida. Por outro lado, cabe também aos profissionais de saúde sublinhar junto das grávidas os efeitos nocivos do álcool.

saúde dependência bebidas alcoólicas grávidas tabaco drogas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)