Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

2006 atrasa-se um segundo

As comemorações da passagem-de-ano vão demorar mais um segundo. Quando forem 23h59m59s, o ano não acabou. É necessário repetir novamente o segundo 59. Só depois começa 2006.
31 de Dezembro de 2005 às 00:00
“A mudança ocorre porque a Terra está a perder velocidade e os dias têm maior duração”, explica o astrónomo Máximo Ferreira. Assim, é necessário corrigir o Tempo Universal Coordenado (TUC), que é criado a partir do Tempo Atómico Internacional (TAI) e dita as horas dos nosso relógios. O TAI é um sistema extremamente preciso de medição, resultante da média obtida por 300 relógios atómicos existentes em 50 laboratórios do mundo. Estes relógios foram inventados em meados do século XX.
Uma outra escala de tempo existente é a rotação da Terra, que dita os dias e noites. Apesar destes dois sistemas de medição serem independentes, é necessário submeter o tempo atómico ao solar para que as horas coincidam com o dia e a noite.
Para que os relógios atómicos não ficassem desfasados com o tempo solar, a 30 de Junho de 1972 o Gabinete de Internacional de Pesos e Medidas, em Paris, decidiu proceder a alterações no Tempo Universal Coordenado.
Ao todo, desde essa data, foram feitas 22 correcções, a última das quais há nove anos. Existe, contudo, um desfasamento acumulado entre o tempo atómico e a rotação da Terra, que é actualmente de 32 segundos. Ou seja, em média cada ano tem crescido um segundo.
Isto porque na prática a velocidade da Terra não é idêntica. “Há anos em que se atrasa mais e outros menos”, diz o subdirector do Observatório Astronómico de Lisboa, Rui Agostinho.
OBSERVATÓRIO AJUSTA HORA
Está tudo preparado para que esta noite seja efectuado o ajuste de um segundo nos seis relógios atómicos do Observatório Astronómico de Lisboa, segundo o seu subdirector, Rui Agostinho. “Os testes tiveram início em Novembro e sexta-feira foi realizada a última simulação”.
O sistema informático que procede à actualização horária conta com a dificuldade de não possuir o segundo 60. Para suprimir esta lacuna, “o observatório decidiu que quando forem 23h59m59s será de novo repetido o segundo 59 e só depois o relógio marca as 00h00 de 1 de Janeiro de 2006”, disse o responsável do organismo que dita a hora legal em Portugal. Rui Agostinho esclarece que não haverá, como no Brasil, uma suspensão horária.
Segundo a Divisão do Serviço da Hora do Observatório Nacional do Brasil, durante cinco minutos antes e cinco depois das 22 horas de Brasília (0h00 de Lisboa) as transmissões de hora legal serão suspensas em meios como rádio, fax, telefone ou ‘e-mail’. Só a escala do Sistema de Posicionamento Global (GPS) não será alterada.
MULTIBANCO PREPARADO
A rede de caixas Multibanco não terá dificuldades de operação na passagem do ano, em consequência do ajuste horário, garante a Sociedade Interbancária de Serviços (SIBS). “O acréscimo de 1 segundo no fim do ano de 2005 não terá impacto na prestação dos serviços da SIBS, nomeadamente nos serviços Multibanco”, revelou ao CM fonte do gabinete de comunicação da SIBS.
Segundo Carmo Alvim, “este acréscimo de um segundo, na prática, corresponde a um atraso de um segundo na hora local, circunstância que está devidamente prevista em termos das aplicações e dos sistemas que a SIBS utiliza”. A eficácia da metodologia adoptada “tem ficado provada aquando da mudança da hora, nomeadamente quando a hora local atrasa uma hora”. A SIBS é um dos servidores da hora legal do Observatório Astronómico de Lisboa.
CAUSAS PARA A TERRA PERDER VELOCIDADE
SOL E LUA
A força de gravidade que prende a Terra ao Sol é uma das causas para a perda de velocidade da Terra. Também o satélite Lua e outros planetas influenciam essas variações.
NÚCLEO MOLE
A forma do Planeta, achatado nos pólos, o seu núcleo mole e o deslocamento de massas em diferentes partes da Terra são outras causas para a alteração da rotação anual.
TSUNAMI
O deslocamento das marés, de águas subterrâneas e de ondas gigantes, como o Tsunami que em Dezembro de 2004 atingiu o Índico, são outras das causas apontadas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)