Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Morre na estrada após ajudar amigo

Mulher não terá respeitado sinalização num cruzamento.
Fátima Vilaça 9 de Dezembro de 2015 às 08:15
Carro conduzido por Maria Júlia foi projetado para a berma e ficou totalmente destruído
Carro conduzido por Maria Júlia foi projetado para a berma e ficou totalmente destruído FOTO: Bruno Teixeira Peito
Como fazia quase todos os dias, Maria Júlia Pinheiro, de 64 anos, deslocava-se da Lixa, onde residia, até à casa da mãe, em Arnoia, Celorico de Basto.

Na segunda-feira, quando seguia na variante do Tâmega, reconheceu um amigo que tinha acabado de sofrer um acidente, parou para ajudar e só seguiu viagem quando soube que tudo estava resolvido. Três quilómetros mais à frente, ao mudar de direção, não terá respeitado a sinalização e chocou violentamente com outro carro. Sofreu lesões graves que lhe causaram a morte.


"Ainda tentámos manobras de reanimação, mas percebemos logo que provavelmente tinha diversas fraturas no tórax", disse ao CM Marinho Gomes, comandante dos Bombeiros Voluntários Celoricenses, que prestaram o socorro nos dois acidentes.

O primeiro sinistro aconteceu às 15h00, no nó de Codeçoso. Dois carros chocaram de frente, ao que tudo indica devido às más condições climatéricas e à existência de óleo na estrada. Maria Júlia Pinheiro, que seguia no seu automóvel Peugeot 205, parou assim que viu o acidente e ainda terá ligado para os bombeiros. Uma hora e meia depois, acabaria por morrer, vítima do segundo acidente.

A mulher, que era viúva há cerca de um ano e não tinha filhos, vai a sepultar esta quinta-feira.

Celorico de Basto Tâmega Bombeiros Voluntários Celoricenses acidente cruzamento
Ver comentários