Agentes da PSP de Tavira acusados de agressão a homem após chamada para 112

Rui Vidal contou que interpelou o agente sobre o motivo da agressão, mas a resposta foi outro soco e mais agressões com o bastão extensível.
Por Lusa|06.01.19
Um agente da PSP, vários elementos da Investigação Criminal e os Comandos da PSP e dos Bombeiros de Tavira são acusados de agressão e falta de socorro a um homem, em setembro, naquela cidade algarvia, denunciou o queixoso.

Rui Vidal, de 46 anos, disse à agência Lusa que a queixa deu entrada em 18 de dezembro no Ministério Público da secção de Tavira do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Faro e as agressões, alegadamente cometidas também contra o seu filho, ocorreram depois de um pedido de socorro ao 112 para lhe ser prestada assistência num episódio de indisposição e desmaios.

Na queixa, a que a Lusa teve acesso, a mesma fonte reportou que se sentiu mal na tarde do passado dia 14 de setembro - por razões alheias ao excesso de álcool -, mas depois de ter bebido cinco cervejas num café com amigos, tendo desmaiado quando ia a pé para casa, onde chegou em braços, ajudado por conhecidos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!