Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Hacker português ataca tribunal eleitoral do Brasil

'Zambrius' diz ser autor de pirataria que visou sites angolanos.
Tânia Laranjo 21 de Novembro de 2020 às 01:30
Piratas informáticos
Piratas informáticos FOTO: Getty Images
Tomás Pedroso, o jovem de 19 anos suspeito de levar a cabo vários ataques informáticos, entre eles aos servidores do Benfica, atacou agora o Tribunal Superior Eleitoral do Brasil, durante a primeira volta das eleições autárquicas. A confirmação é feita pelo próprio, que diz mesmo que só não usou um computador porque não tem. "Foi com o telemóvel, senão os danos eram muito maiores", confirmou aos jornalistas do jornal ‘Estado de S. Paulo’.

‘Zambrius’, como é conhecido, tornou público há poucos dias, numa das suas páginas da rede social Facebook, que regressou ao grupo de hackers designado Cyber Team. Nessa publicação, datada de segunda-feira, assume ainda o ataque aos websites da Polícia Nacional, da Embaixada e da Imprensa Nacional, todos de Angola.

Em Portugal, Tomás Pedroso é arguido por vários crimes de burla informática e acesso indevido, mas o processo foi declarado especialmente complexo e foi alargado o prazo, até um ano, para ser deduzida acusação pública. O jovem chegou a estar em prisão domiciliária e mostrou nas redes sociais a pulseira eletrónica que tem no tornozelo.
Brasil Benfica Tomás Pedroso Estado de S. Paulo Tribunal Superior Eleitoral do Brasil política
Ver comentários