Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

33% dos mortos em acidentes tinha álcool a mais

GNR lança Operação Baco 2019 para vigiar condutores até dia 24.
Luís Oliveira 14 de Junho de 2019 às 09:22
Uma em cada três pessoas que morreram nas estradas portuguesas no ano passado tinham álcool
GNR
Militar da GNR junto ao carro patrulha
Uma em cada três pessoas que morreram nas estradas portuguesas no ano passado tinham álcool
GNR
Militar da GNR junto ao carro patrulha
Uma em cada três pessoas que morreram nas estradas portuguesas no ano passado tinham álcool
GNR
Militar da GNR junto ao carro patrulha
Uma em cada três vítimas mortais (cerca de 33%) que em 2018 morreram na sequência de acidentes de viação ocorridos nas estradas do País tinha uma taxa de álcool no sangue superior ao máximo permitido por lei, 0,50 g/l.

Os dados são do Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses (INMLCF) e foram divulgados pela GNR como alerta para lançar a Operação Baco 2019 que começou na quarta-feira e vai decorrer até dia 24 deste mês.

O objetivo é apertar o cerco aos condutores que se fazem à estrada com excesso de álcool. Perante estes números, as contas são fáceis de fazer.

Segundo a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, em 2018 morreram nas estradas portuguesas 513 pessoas.

Se a Medicina Legal contabiliza um terço destas vítimas com álcool, significa que 171 das pessoas que perderam a vida na estrada tinha excesso de álcool.

A ANSR, que congrega dados da GNR e PSP, registou 132 378 acidentes nas estradas portuguesas, em 2018, mais dois mil do que no ano anterior.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)