Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

369 corruptos caçados num ano

Ministra da Justiça quer mais meios no combate aos crimes financeiros.
João Carlos Rodrigues 12 de Dezembro de 2017 às 09:01
Almeida Rodrigues, diretor cacional da PJ, anunciou ontem resultados na presença da ministra Van Dunem
Francisca Van Dunem
Francisca Van Dunem
Francisca Van Dunem
Almeida Rodrigues, diretor cacional da PJ, anunciou ontem resultados na presença da ministra Van Dunem
Francisca Van Dunem
Francisca Van Dunem
Francisca Van Dunem
Almeida Rodrigues, diretor cacional da PJ, anunciou ontem resultados na presença da ministra Van Dunem
Francisca Van Dunem
Francisca Van Dunem
Francisca Van Dunem
A Polícia Judiciária deteve este ano 33 pessoas por crimes de corrupção, peculato e branqueamento de capitais, revelou esta segunda-feira o diretor nacional Almeida Rodrigues, na abertura da conferência ‘O Combate à Fraude e à Corrupção’, que decorreu na sede da PJ, em Lisboa. No mesmo período, a PJ constituiu 336 arguidos por suspeita da prática do mesmo tipo de crimes.

"É o resultado da comunhão de esforços, das políticas proativas de investigação e da melhoria da capacitação da Polícia Judiciária no combate a este tipo de crime, mas também graças à dedicação e competência dos investigadores", afirmou Almeida Rodrigues, salientando que "há uma corrupção arreigada que se mantém em alguns setores da sociedade".

Em 2016, a PJ deteve 119 pessoas por crimes económico-financeiros. A diminuição de detidos foi desvalorizada pelo diretor nacional, referindo que "o número de arguidos constituídos subiu substancialmente".

A ministra da Justiça esteve presente na abertura da conferência e considerou que "Portugal está no bom caminho" no combate aos crimes económico-financeiros e que "tem feito todos os esforços".

Ainda assim, Francisca van Dunem assumiu que é necessário melhorar a capacidade de ação do Gabinete de Recuperação de Ativos (GRA) e de não descurar os meios de ação da Unidade Informação Financeira (UIF) da PJ.

No último ano judicial o Ministério Público iniciou 2204 inquéritos relativos a crimes de corrupção e criminalidade.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)