Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

52 bombeiros ‘canarinhos’ voam para o Chile

Governo português reuniu missão de apoio para combate aos fogos florestais em apenas 12 horas.
Miguel Curado 28 de Janeiro de 2017 às 08:17
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Os elementos da Força Especial de Bombeiros partem para o ajudar no combate às chamas no Chile após um pedido de auxilio das autoridades Chilenas, no Aeroporto de Lisboa.
Cinquenta e dois elementos da Força Especial de Bombeiros (FEB), os ‘Canarinhos’, partiram ontem para o Chile, onde vão participar no combate aos fogos florestais que devastam o país desde dezembro e que já mataram 10 pessoas (quatro das quais bombeiros).

A missão foi organizada em apenas doze horas. Ao que o CM apurou, o pedido de ajuda chileno chegou ao Governo português via Centro de Coordenação de Emergência da União Europeia, pelas 21h00 de quinta-feira. A partir daí, o secretário de Estado da Administração Interna (SEAI), Jorge Gomes, coordenou a constituição da equipa, que, ontem de manhã, estava no Aeroporto Humberto Delgado pronta para embarcar. O avião partiu ao princípio da tarde e fez escala num aeroporto perto de Marselha, em França, onde embarcou uma equipa de 50 bombeiros, que trabalhará ao lado da FEB. O SEAI, Jorge Gomes, frisou "a solidariedade desta missão", recordando a morte, no verão de 2006, de 5 bombeiros chilenos em Portugal.

German Pavéz, embaixador chileno em Lisboa, "agradeceu a ajuda rápida e tão sentida do Governo português"
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)