Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

647 idosos vítimas de maus tratos

Duas das quatro consultas gratuitas criadas nos últimos cinco meses para idosos maltratados ou negligenciados não tiveram procura. Isto apesar de no ano passado terem recorrido à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) 647 vítimas com 65 ou mais anos, o que representa 8,2 por cento do total de 7852 processos abertos pela organização.
17 de Fevereiro de 2009 às 00:30
Mais velhos também se queixam
Mais velhos também se queixam FOTO: Tiago Sousa Dias

No relatório estatístico de 2008 a APAV indica que, das vítimas com 65 ou mais anos, 525 eram mulheres. Quanto aos autores de crimes com 65 anos ou mais, 48 eram mulheres e 300 eram homens. Entre os 6980 processos sobre violência doméstica 568 diziam respeito a pessoas mais velhas.

Os centros de atendimento a idosos vítimas de maus tratos são uma iniciativa de um grupo de psicólogos e estão localizados em Ovar, Coimbra, Vieira do Minho e Braga. Os responsáveis explicam que ainda há algum receio das vítimas em denunciar os maus tratos. O psicólogo Tito Peixoto refere que a delapidação de património é também uma forma de maus tratos sobre idosos muito frequente.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)