Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

84 transplantes num só ano

O Hospital Curry Cabral, em Lisboa, realizou, desde Abril do ano passado até hoje, 640 intervenções cirúrgicas em doentes hepáticos. Destes, 84 receberam um fígado novo, o que dá uma média de sete transplantes por mês.
28 de Abril de 2006 às 00:00
Estes resultados são hoje apresentados no Centro Hepático-Bilio-Pancreático e de Transplantação daquele hospital, no balanço do primeiro ano de actividade. Na ocasião vão estar presentes responsáveis do Hospital Paul Brousse, de Paris, onde os doentes mais graves iam anteriormente ser tratados e onde especialistas portugueses receberam formação.
O director do Curry Cabral, Canas Mendes, disse ao CM estar satisfeito com os bons resultados do seu hospital e sublinhou: “Não fazemos mais transplantes porque não temos mais órgãos.”
Segundo Canas Mendes, os doentes mais graves já recebem tratamento naquela unidade especializada, evitando, por isso, o recurso a cirurgias no estrangeiro, o que significa poupanças da ordem dos 5000 euros por doente. Em média eram enviados para fora do País, sobretudo para França, perto de uma dezena de pacientes por ano.
No Centro Hepático foram feitas ainda 121 grandes cirurgias hepáticas, 46 operações ao pâncreas, 348 cirurgias biliares e 18 operações envolvendo os três órgãos: fígado, pâncreas e vias biliares.
O director do Serviço de Cirurgia, Eduardo Barroso, queixou-se da falta de meios: “Não esperávamos um aumento tão grande do número de doentes. Esperamos pelo cumprimento da promessa do Governo para que venham mais especialistas trabalhar connosco”.
Ver comentários