Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

A carta emocionante de um bombeiro para o bebé de 10 meses que morreu em despiste

"jamais será esquecido nesta vida que decidi enveredar quando tinha apenas 13 anos", escreveu o soldado da paz.
Correio da Manhã 11 de Julho de 2019 às 18:20
Dinis Medeiros
Dinis Medeiros era neto da mulher que sofreu ferimentos graves
Fernanda Carvalho não resistiu aos ferimentos e morreu
Sílvio Moreira morreu junto da filha e da ex-companheira
Dinis Medeiros
Dinis Medeiros era neto da mulher que sofreu ferimentos graves
Fernanda Carvalho não resistiu aos ferimentos e morreu
Sílvio Moreira morreu junto da filha e da ex-companheira
Dinis Medeiros
Dinis Medeiros era neto da mulher que sofreu ferimentos graves
Fernanda Carvalho não resistiu aos ferimentos e morreu
Sílvio Moreira morreu junto da filha e da ex-companheira
Dinis Medeiros, um bebé de 10 meses, perdeu a vida, na passada terça-feira, num violento despiste na EN108, em Canelas, Penafiel. O sinistro vitimou ainda a avó, Fernanda Carvalho, de 48 anos, que acabou por sucumbir aos ferimentos no hospital, e o ex-companheiro desta, Sílvio Moreira, de 70 anos.

Esta quarta-feira, o testemunho emocionado do bombeiro José Filipe, segundo comandante dos Bombeiros Voluntários de Entre-os-Rios, comoveu a Internet. A publicação no Facebook já conta com mais de 300 partilhas e vários comentários de apoio.

"Quem parte simplesmente vai embora, e somos nós que ficamos a dizer adeus. Com um gosto amargo de ausência, de impotência, de revolta, e um pouco de saudade a invadir o coração mesmo não te conhecendo, não existe forma de não sofrer quando nos deparamos com situações destas", começa por escrever o bombeiro numa publicação acompanhada pela fotografia do pequeno Dinis.

"A única coisa que peço a Deus, esse mesmo Deus que decidiu levar-te tão cedo para junto dele, é que descanses em paz pequeno Dinis, e acredita que és mais um daqueles que jamais será esquecido nesta vida que decidi enveredar quando tinha apenas 13 anos", termina.



Para além das vítimas mortais, também duas jovens, de 12 e 20 anos ficaram feridas no acidente. A mais velha era a mãe do pequeno Dinis e filha de Fernanda, que apesar de todas as tentativas de reanimação, acabou por morrer na sequência do sinistro quando já estava hospitalizada.

O Núcleo de Investigação de Crimes em Acidentes de Viação da GNR está a investigar as causas do despiste fatal.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)