Sub-categorias

Notícia

“Abri os olhos e tinha a arma apontada a mim”

Homem de 78 anos foi surpreendido no quarto por dois ladrões armados e encapuzados.
Por Liliana Rodrigues|14.03.18
"Quando abri os olhos, estavam os dois encapuzados a apontar-me uma arma. Repetiram várias vezes: ‘cigano não faz mal’ e logo de seguida exigiram o código do cofre". É assim, ainda assustado, que Alberto Costa, de 78 anos, relata o violento assalto de que foi vítima na madrugada de segunda-feira, em Gondizalves, Braga, em que foi ameaçado de morte. Os ladrões roubaram-lhe mais de 50 mil euros em notas e várias peças de ouro, cujo valor não está ainda apurado. A PJ de Braga investiga.

Eram cerca das 02h00 quando o idoso foi surpreendido na cama. Estava a dormir profundamente. "Primeiro pensei que era uma brincadeira, não fazia sentido. Manietaram-me logo as mãos e os pés com fita cola. Depois exigiam o código do cofre, enquanto me apontavam a pistola à cabeça. Dei-lhes o código e eles amordaçaram-me", explica o reformado, que durante anos explorou uma oficina de mecânica ao lado de casa.

A vítima estava sozinha, pois a mulher está hospitalizada. "Levaram as economias de toda a vida. O que fomos poupando aos poucos e que não tinha no banco com medo das falências. Levaram-me tudo. E enquanto um foi abrir o cofre, o outro esteve sempre de arma apontada à minha cabeça. Foram 15 minutos assim, sem me poder mexer. Até que foram embora e fiquei atado", relata. Alberto Costa conseguiu libertar-se graças a um canivete e chamar a GNR. "Ainda fui à rua, mas já não vi nada", remata , revoltado mas conformado.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!