Sub-categorias

Notícia

Absolvida de matar político

Petra Tatiana foi condenada a seis anos de prisão por roubo e profanação de cadáver do deputado madeirense Carlos Morgado.
Por Magali Pinto|13.03.18
Petra Tatiana tinha apenas sido condenada a seis anos de prisão pelo roubo e profanação de cadáver do deputado madeirense Carlos Morgado, em 2015, enquanto o namorado, Filipe Gil, apanhou 22 anos pelo homicídio do político.

Em julho passado, o Tribunal da Relação agravou a pena da caixa de supermercado de 6 para 20 anos, alegando que esta também participou na morte. Na quinta-feira o Supremo voltou a condená-la a 6 anos, apurou o CM, ilibando-a do crime mais grave.

Carlos Morgado estava desaparecido desde fevereiro de 2014 e terá sido assassinado na residencial Colombo, no Funchal. O corpo foi encontrado enterrado em novembro de 2015. O móbil do crime foi o roubo.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!