Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Abusa de sobrinha e leva seis anos

Pedófilo atacava a menina, de nove anos, quando ela dormia em sua casa. Despia a criança, dava-lhe bofetadas e obrigava-a a sujeitar-se a atos sexuais.
27 de Maio de 2013 às 01:00

Abusou da sobrinha menor pela primeira vez em 2008, quando a menina tinha apenas nove anos. O pedófilo repetiu os atos, pelo menos, até 2011. Violava a criança durante a noite, quando aquela ficava a dormir em sua casa. Foi detido e já condenado pelo Tribunal de Paredes a seis anos de cadeia, uma pena que agora o Tribunal da Relação do Porto confirma.

No recurso apresentado, o abusador – que, até agora, estava em liberdade – negou os factos. Rejeitou ter cometido qualquer abuso e alegou que a menina inventou tudo. Os juízes desembargadores não tiveram, no entanto, dúvidas de que os crimes aconteceram.

O caso tem contornos chocantes. A menina vivia sozinha com a mãe em Paredes, e, a partir de 2008, começou a passar os fins de semana em casa dos tios. Via o pedófilo como se fosse seu pai, demonstrando um enorme carinho por este. Os abusos ocorreram sempre durante a noite, quando a vítima se encontrava na cama do filho do abusador, um menino de sete anos. O pedófilo pegava no filho enquanto ele dormia, deitava-o ao lado da mulher e voltava ao quarto onde a sobrinha permanecia. Depois, despia a menor, dava-lhe bofetadas e obrigava-a a vários atos sexuais.

A menina chegou também a ser abusada na casa onde residia, numa ocasião em que a mãe foi para o hospital. A vítima foi mantendo o silêncio. O abusador ameaçava a menina e dizia-lhe também que, se ficasse calada, não voltaria a repetir os atos. A menor não aguentou e denunciou o caso.

abuso Paredes pedófilo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)