Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Abuso a criança da Casa Pia

O Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa acusou dois homens por dezenas de crimes de abuso sexual de crianças e posse de pornografia infantil.
26 de Janeiro de 2010 às 00:30
Carta que Catalina Pestana escreveu a Pinto Monteiro foi fundamental
Carta que Catalina Pestana escreveu a Pinto Monteiro foi fundamental FOTO: Pedro Catarino

A investigação teve origem numa denúncia feita em 2007 pela antiga provedora da Casa Pia, Catalina Pestana, na sequência de uma carta que enviou ao procurador-geral da República, Pinto Monteiro. Pelo menos uma das vítimas é da Casa Pia. A ex-provedora já havia dito que denunciou o caso "por algumas das vítimas serem crianças do Colégio Maria Pia", em Chelas.

Segundo apurou o CM, um dos arguidos é um ex-bancário, de 61 anos, com casa em Queluz, Sintra. Aliciava os menores com brinquedos ou comida e encontrava-se com algumas das crianças no supermercado Feira Nova de Chelas. Em alguns casos, os pais dos menores teriam conhecimento dos abusos sexuais.

O arguido, em prisão domiciliária, com pulseira electrónica, é acusado da "prática continuada de abuso sexual de crianças", tendo--se aproveitado "da proximidade e da confiança ganha junto dos familiares". Num comunicado da Procuradoria Geral Distrital de Lisboa pode ler-se que foram "recolhidos fortes indícios probatórios que fundamentam a acusação contra os dois arguidos pela prática de dezenas de crimes de abuso sexual de crianças".

O outro arguido, também residente no Concelho de Sintra, é acusado de "cedência, difusão e partilha, através da internet, de milhares de imagens contendo pornografia infantil".

Buscas domiciliárias realizadas em Julho de 2009 puseram termo a esta actividade criminosa. A violência contida nas imagens e quantidade de ficheiros informáticos apreendidos é tal que o Ministério Público classifica esta operação como complexa.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)