Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

ACIDENTE MATA TRÊS

Os olhares estão perdidos no horizonte dos montes cobertos de pinheirais. O silêncio, mal cortado por comentários em surdina. De olhos vermelhos das lágrimas, quatro ucranianos estão de cócoras à frente da casa onde vivem, no Amial, Torres Vedras.
24 de Novembro de 2004 às 00:00
Horas antes, pelas 03h00 da madrugada de ontem, tinham perdido três companheiros num brutal acidente de viação no Eixo Norte/Sul, na zona de Telheiras, em Lisboa.
Fonte policial disse ao Correio da Manhã que, ao que tudo indica, o Fiat Uno vermelho em que seguiam Adam Myronyuk, de 28 anos, Yuri Dushko, 33 anos e Ivan Ploshuk, 34 anos, rodava na faixa da esquerda, no sentido sul/norte e ter-se-á despistado numa curva, depois das bombas de combustível de Telheiras. De seguida, o carro deslizou cerca de 70 metros em cima do rail do separador central e acabou por embater num poste, voltando à faixa em que seguia.
“Quando o carro embateu no poste, dois dos indivíduos terão sido cuspidos para uns terrenos baldios. Já o outro, que presumimos ser o condutor, foi cuspido mais tarde e ficou perto do carro”, esclareceu.
Roman tem dificuldade em se expressar. Não só por causa do seu mau português, mas também da emoção. Veio da Ucrânia há quase quatro anos com Yuri. “Morávamos na mesma aldeia, em ruas vizinhas. Viemos e passámos dificuldades e Yuri estava já estava a endireitar um pouco a sua vida. Agora isto! Não é justo”, murmura com a voz embargada. No seu país, Yuri e Ivan deixaram dois órfãos de sete anos.
Ver comentários