Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Acidente pode estar na origem de morte das turistas (COM FOTOS)

A Polícia Judiciária (PJ) admite que a morte das duas turistas dinamarquesas, desaparecidas desde domingo na Madeira e encontradas esta manhã na zona da levada dos Piornais, poderá ter tido origem num acidente.
5 de Janeiro de 2012 às 17:35
Operações vão envolver elementos dos Bombeiros Municipais do Funchal, da Polícia Judiciária, da PSP e da GNR na zona da levada dos Piornais
Depois do resgate das vítimas foi feita a inspecção para apurar causas da morte
Corpos estavam a 20 metros abaixo da levada, a meio da escarpa com uma altura aproximada de 50 metros
Alerta surgiu quando as equipas que estavam a bater a levada à procura das turistas avistaram, da encosta oposta, uma mochila vermelha
Dinamarquesas, de 73 e 76 anos, naturais de Ärhus, chegaram à Madeira no dia 29 de Dezembro e tinham o regresso à Dinamarca marcado para dia 8
Resgate de difícil acesso terminou ao início da tarde desta quinta-feira
Dinamarquesas estavam desaparecidas desde dia 1
Operações vão envolver elementos dos Bombeiros Municipais do Funchal, da Polícia Judiciária, da PSP e da GNR na zona da levada dos Piornais
Depois do resgate das vítimas foi feita a inspecção para apurar causas da morte
Corpos estavam a 20 metros abaixo da levada, a meio da escarpa com uma altura aproximada de 50 metros
Alerta surgiu quando as equipas que estavam a bater a levada à procura das turistas avistaram, da encosta oposta, uma mochila vermelha
Dinamarquesas, de 73 e 76 anos, naturais de Ärhus, chegaram à Madeira no dia 29 de Dezembro e tinham o regresso à Dinamarca marcado para dia 8
Resgate de difícil acesso terminou ao início da tarde desta quinta-feira
Dinamarquesas estavam desaparecidas desde dia 1
Operações vão envolver elementos dos Bombeiros Municipais do Funchal, da Polícia Judiciária, da PSP e da GNR na zona da levada dos Piornais
Depois do resgate das vítimas foi feita a inspecção para apurar causas da morte
Corpos estavam a 20 metros abaixo da levada, a meio da escarpa com uma altura aproximada de 50 metros
Alerta surgiu quando as equipas que estavam a bater a levada à procura das turistas avistaram, da encosta oposta, uma mochila vermelha
Dinamarquesas, de 73 e 76 anos, naturais de Ärhus, chegaram à Madeira no dia 29 de Dezembro e tinham o regresso à Dinamarca marcado para dia 8
Resgate de difícil acesso terminou ao início da tarde desta quinta-feira
Dinamarquesas estavam desaparecidas desde dia 1

"Tudo nos leva a crer e face aos elementos recolhidos no local que as mortes resultaram de um acidente", disse à agência Lusa fonte da PJ, ressalvando: "É óbvio que terá de ser complementado com os exames complementares, sobretudo a autópsia".  

A mesma fonte esclareceu que "os bens estavam com as turistas", que foram localizadas em terrenos "junto à ribeira dos Socorridos, abaixo da levada dos Piornais", no limite entre os concelhos do Funchal e Câmara de Lobos, onde deverão ter caído.  

"As operações foram bem sucedidas, porque a avaliação que fizemos da situação indicava que estavam naquela levada, mas infelizmente não chegámos a tempo", referiu.  

As cidadãs dinamarquesas, de 73 e 76 anos, naturais de Ärhus, chegaram à Madeira no dia 29 de Dezembro e tinham o regresso à Dinamarca marcado para dia 08 deste mês.  

O desaparecimento foi comunicado na segunda-feira pela direcção da unidade de alojamento onde as turistas se encontravam hospedadas, no Funchal.  
 
Com elementos dos Bombeiros Municipais do Funchal, PJ, PSP e GNR, as buscas foram iniciadas na terça-feira na zona da levada dos Piornais, onde prosseguiram até ao final da manhã, quando foram localizadas as vítimas. 

A coordenadora do Gabinete Médico-Legal do Funchal, Beatriz Silva, adiantou que os corpos deram entrada nas instalações desta entidade pelas 17h00, aguardando-se "determinação judicial para a realização das autópsias".

madeira morte acidente desaparecidas turistas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)