Estrada que ruiu em Borba vai ser sujeita a avaliação para ser decidido o seu futuro

EN 255 vai continuar "cortada e sinalizada" até ser tomada uma decisão.
Por Lusa|07.12.18

A estrada municipal em Borba, que colapsou em novembro, provocando cinco mortos, vai ser sujeita a uma avaliação para ser decidido o seu futuro, revelou esta sexta-feira à agência Lusa o presidente do município, António Anselmo.

De acordo com o autarca, a estrada municipal 255, que liga Borba a Vila Viçosa, no distrito de Évora, vai continuar "cortada e sinalizada" até ser tomada uma decisão.

No local onde se registou o deslizamento de terras e o colapso de um troço de cerca de 100 metros da estrada, no dia 19 de novembro, "não está a decorrer qualquer intervenção, por enquanto", nem na via rodoviária, nem nas duas pedreiras de mármore atingidas.

"Está tudo parado", adiantou o autarca à Lusa, remetendo para as próximas semanas possíveis desenvolvimentos da situação.

António Anselmo, eleito por um movimento independente, aproveitou para alertar os possíveis curiosos para que "evitem andar" na estrada que ruiu, visto que "é extremamente perigoso" caminhar no local.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!