Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Acórdão do homicida de Amarante adiado

Leitura foi remarcada para sexta-feira.
Aureliana Gomes 22 de Julho de 2020 às 16:38
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro
Joaquim Almeida
Joaquim Almeida ficou em prisão preventiva após matar a ex-amante e o companheiro

A leitura do acórdão do homicida de Amarante, Joaquim Almeida, marcada para esta quarta-feira foi adiada porque o arguido não foi levado ao tribunal.

O tribunal de Penafiel tinha enviado, a nove de julho, uma requisição para o estabelecimento prisional de Custóias para que o arguido fosse levado a tribunal, requisição que não foi rececionada pela cadeia.

Ainda foi equacionada a hipótese do arguido estar através de videoconferência, mas Joaquim Almeida exige estar presente.

Recorde-se que Joaquim Almeida está acusado de duplo homicídio – matou a ex-amante e o namorado, em maio de 2019junto a uma pastelaria em Amarante -, detenção de arma proibida e coação agravada.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)