Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

ACP EM DEFESA DAS CRIANÇAS

O Automóvel Clube de Portugal (ACP) promove a partir de hoje uma campanha de prevenção rodoviária infantil, com o objectivo de inverter os números dramáticos da morte de crianças na estrada.
24 de Fevereiro de 2003 às 14:09
ACP EM DEFESA DAS CRIANÇAS
ACP EM DEFESA DAS CRIANÇAS
Segundo estatísticas da Direcção-Geral de Viação (DGV), entre Janeiro e Novembro de 2002, morreram na estrada 25 crianças com menos de 14 anos e 119 tiveram ferimentos graves. Este quadro traçado pela DGV serviu de impulso a esta iniciativa do Automóvel Clube de Portugal.

A campanha de Prevenção Rodoviária Infantil começou às 08h30 na zona do Parque das Nações, com as presenças do ministro da Administração Interna, Figueiredo Lopes, e do secretário de Estado, Nuno Magalhães. Na cidade do Porto a campanha terá inicio no dia 10 de Março.

A iniciativa do ACP prevê uma campanha publicitária com a duração de um mês, bem como a distribuição de 200 mil folhetos e cartazes. A campanha é direccionada aos pais e familiares que diariamente se deslocam de carro para transportar crianças, bem como às 300 escolas básicas das áreas da Grande Lisboa e do Grande Porto.

No conteúdo desta campanha estão informações básicas para quem transporta crianças: a utilização de cintos de segurança, a colocação de um dispositivo que permita às crianças viajar com cintos de segurança para adultos no banco traseiro, a activação dos air-bags e o uso dos cintos obrigatório, incluindo em grávidas

A maioria das crianças continua a viajar sem protecção adequada. Segundo um estudo da Associação Portuguesa de Segurança Infantil (APSI), 60 por cento das crianças com menos de 12 anos viajou sem protecção durante o ano de 2001 e 52 por cento das crianças até aos 3 anos estavam mal instalados. Este estudo dá ênfase à utilização do cinto de segurança, por ter uma eficácia de 80 por cento na prevenção da morte e de ferimentos graves.
Ver comentários