Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Acusa agentes da PSP de o terem sovado

Agostinho Martins, de 46 anos, diz que foi agredido por agentes da esquadra da PSP da Costa de Caparica, Almada, por ter tentado fazer queixa do segurança de uma casa de alterne daquela localidade.
31 de Maio de 2007 às 00:00
Agostinho Martins reclama por justiça
Agostinho Martins reclama por justiça FOTO: Natália Ferraz
As agressões terão ocorrido pelas 06h00 de domingo. Após ter ligado para a PSP, a denunciar maus tratos por parte de um segurança do bar Bambolux (que lhe terá dito ser polícia), Agostinho avistou um carro da PSP e dirigiu-se aos agentes. “Um deles atirou-me para o chão do carro. Depois sentou-se no banco de trás com os pés em cima de mim”, disse ao CM.
Agostinho alegou que durante várias horas terá sido insultado e agredido, tendo recebido tratamento no Hospital Garcia de Orta. O homem alega ainda que, à saída do hospital, terá sido “estrangulado por outro polícia”, tendo voltado à unidade hospitalar. Só pelas 14h00 de segunda-feira foi libertado por ordem do tribunal.
Fonte da PSP disse ao CM que o “indivíduo foi detido por injúrias a agentes da PSP e que o processo está em segredo de justiça”, razão por que não comenta as alegações.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)