Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Acusa polícia à civil de o ter alvejado

Um agente da PSP de Lisboa é acusado de ter atingido com um disparo de caçadeira um vendedor ambulante. A família da vítima acredita que tudo aconteceu por vingança devido a uma agressão ocorrida na véspera. O homem está internado no Hospital de Santa Maria, com ferimentos numa nádega.
29 de Março de 2008 às 00:30
O local, na rua Carlos Aboim Inglez, onde a vítima foi baleada
O local, na rua Carlos Aboim Inglez, onde a vítima foi baleada FOTO: Bruno Colaço

Miguel Caldeira, um comerciante de 28 anos, casado, e pai de dois filhos menores, foi atacado anteontem, pelas 19h00, na rua Carlos Aboim Inglez, na Alta de Lisboa. "Ele ia numa carrinha com amigos. Iam todos para uma oração numa igreja evangélica", disse ao CM Antónia, prima de Miguel Caldeira.

À frente da carrinha ter-se-á – segundo conta a familiar da vítima – "atravessado um automóvel, de onde saíram três encapuzados, um deles armado com uma caçadeira".

O indivíduo que detinha a arma começou de imediato a disparar, atingindo Miguel Caldeira na nádega. "Só por milagre não foram também baleadas crianças que ali estavam", acrescentou a testemunha.

Na origem dos distúrbios terá estado, segundo Antónia, o facto de o primo ter, na véspera, "repreendido um familiar do autor dos disparos".

Esta versão é contrariada pela PSP, que interveio na desordem alguns minutos depois, e fez duas detenções. Miguel Caldeira foi levado para oHospital de Santa Maria, onde lhe removeram os chumbos da nádega.

AGENTE DISPAROU PARA SALVAR A VIDA

O Comando da PSP de Lisboa anunciou que vai abrir um inquérito às alegações de que um agente da corporação seja o responsável pelo disparo que feriu Miguel Caldeira.No entanto, o CM apurou que o agente assegura ter feito um disparo de espingarda-caçadeira em auto-defesa. "Ele mora na rua Aboim Inglez, e tentou esclarecer as razões da agressão a um familiar seu. Acabou espancado com grande violência", disse ao CM fonte policial.

Obrigado a refugiar-se em casa, o polícia terá sido alvo de disparos para o interior da residência, respondendo com um tiro de caçadeira que apanhou Miguel Caldeira na nádega.

 

Ver comentários