Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Acusado filho que contratou traficante para matar a mãe por causa de 10 euros em Oeiras

Arguidos encontram-se em prisão preventiva desde que foram detidos pela PJ.
Sérgio A. Vitorino 29 de Outubro de 2020 às 19:03
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária FOTO: Diogo Pinto

O Ministério Público acusou Nuno Leopoldino, o homem de 40 anos que contratou ao seu traficante, de 38, a morte da própria mãe, Maria Costa, 64 anos, em Queijas, Oeiras. Os dois homens vão responder por homicídio qualificado, roubo e um burla informática tentada. O procurador pede ainda que o traficante, estrangeiro, seja expulso do País.

"O arguido filho da vítima, toxicodependente, com dívidas, planeou com outro arguido matar a sua mãe, de 64 anos, o que executaram a 13 de abril de 2020. Para o efeito, o arguido, filho da vítima, atraiu-a a uma residência em que habitava ocasionalmente, sita em Queijas, no concelho de Oeiras, onde os arguidos a esperavam, de carro", descreve o Ministério Público.

"Quando esta chegou, o filho permaneceu no carro enquanto o outro arguido, munido de uma faca, entrou na residência da vítima. No interior da residência abordou a vítima e desferiu-lhe vários golpes na zona do pescoço, causando-lhe grande perda de sangue o que veio a provocar a sua morte", revela a acusação.

O procurador descreve ainda que "com a vítima a sangrar o arguido retirou da sua carteira 10€ em dinheiro e um cartão de débito". "Após saiu do local, pondo-se em fuga no carro com o outro arguido [filho] que o aguardava", afirma. Na posse do cartão, tentaram efetuar levantamentos em dinheiro, "o que apenas não ograram por razões alheias à sua vontade".

Os arguidos encontram-se em prisão preventiva desde que foram detidos pela PJ: o filho em cinco dias após o crime e o traficante um mês depois.

Ver comentários