Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

ADJUNTO DA PJ DEMITE-SE

O director da Polícia Judiciária (PJ) do Porto e número dois a nível nacional, Artur Oliveira, apresentou ontem a sua demissão, na sequência da detenção de dois familiares, alegadamente envolvidos num caso de desfalque.
1 de Junho de 2004 às 02:52
O pai e o irmão do director demissionário foram detidos na sequência de uma investigação da directoria da PJ de Coimbra, que concluiu que ambos estarão envolvidos num avultado desfalque à Caixa de Crédito Agrícola de Mortágua. Contactada a Direcção Nacional da PJ, o CM confirmou que Artur Oliveira apresentou o pedido de fim de comissão de serviço.
A mesma fonte adiantou ainda que a Direcção Nacional espera que os subdirectores da PJ do Porto apresentem amanhã a disponibilidade dos respectivos cargos, também em comissão de serviço, “como custuma acontecer em situações idênticas”.
Ontem à tarde, segundo o CM apurou, o juiz Ataíde das Neves seria o nome mais falado para substituir Artur Oliveira. O juiz encontra-se actualmente a chefiar a directoria de investigação da PJ de Coimbra. Para o cargo deixado em aberto, deverá entrar um outro juiz, até à data em funções no Centro de Estudos Judiciários. No entanto, está desde já provado que não existe qualquer relação entre Artur Oliveira e o desfalque de que são suspeitos os dois familiares. Estas movimentações poderão levar a alterações nos números dois das directorias de Coimbra e Porto, uma vez que as nomeações para estes cargos dependem da confiança pessoal dos directores adjuntos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)