Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Adopções rendem três mil euros

A advogada Mafalda Velez Horta diz que as acusações de estar envolvida numa rede de tráfico de crianças – ao vender menores a casais estrangeiros a troco de dinheiro – são "caluniosas". Mas uma representante da Ordem dos Advogados de São Tomé e Príncipe não se coíbe em dizer que "estão a dar crianças para adopção em troca de três a quatro mil euros e que vários menores saíram do país sem que os familiares saibam sequer para onde foram".
21 de Dezembro de 2011 às 01:00
Mafalda Horta está em São Tomé e Príncipe
Mafalda Horta está em São Tomé e Príncipe FOTO: direitos reservados

Mafalda Horta admite ter participado em adopções, mas diz que as crianças "estão bem". Aliás, segundo a mesma, três crianças estão na sua casa em Cascais. A advogada tirou o curso na Universidade Nova de Lisboa e está em São Tomé e Príncipe há mais de três anos. Criou a organização Meninos do Mundo, que acolhe cerca de trinta crianças num orfanato.

A Procuradoria do país já abriu um inquérito.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)