Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Advogada queixa-se de marido agressor

Economista, de 47 anos, suspeito de usar armas para ameaçar a mulher na casa de férias.
Fátima Vilaça 21 de Maio de 2018 às 01:30
Mulher ameaçada pelo marido com arma
Mulher ameaçada pelo marido com arma FOTO: Ricardo Cabral
Queriam dar mais qualidade de vida ao filho em comum e ponderavam até aumentar a família num ambiente tranquilo. Por isso, o casal do Porto, ela advogada e ele economista, compraram uma casa no Gerês e estavam até a pensar abrir um negócio na vila termal, no concelho de Terras de Bouro.

Mas a relação sofreu um revés e, em março, após ter sido ameaçada pelo marido com uma arma, a mulher, de 40 anos, apresentou queixa à GNR do Gerês por violência psicológica. O homem, de 47, também se queixou, no mesmo posto, por violência doméstica.

Na semana passada, a GNR do Gerês fez buscas na casa de Paranhos, Porto, e num veículo, e apreendeu quatro armas. Na moradia da família, o agressor escondia uma espingarda, uma pistola de ar comprimido, uma pistola de alarme e uma faca de mato. Segundo a queixa apresentada, as armas seriam utilizadas pelo homem nas ameaças que fazia.


O inquérito já decorre desde março e está nas mãos do Ministério Público de Braga, que, na quarta-feira, deverá interrogar o economista suspeito de violência psicológica. Só nessa altura o homem será constituído arguido e sujeito a medidas de coação.

A primeira queixa à GNR foi apresentada durante um fim de semana em família, na casa de férias do casal. Quando foi notificado da queixa contra si apresentada, o economista manifestou logo intenção de formalizar também queixa contra a mulher.
Ver comentários