Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Advogada rouba para pagar droga

Sofia Laura Sousa, advogada madeirense de 36 anos, detida em Maio, pela PSP de Braga, depois de uma série de roubos armados a lojas de compra e venda de ouro, voltou ontem ao Tribunal de Braga onde, com o ex-namorado Bruno Moura, 29 anos, começou a ser julgada por três crimes de roubo.
27 de Novembro de 2012 às 01:00
Sofia Laura Sousa (à dta.) foi detida em Maio deste ano pela PSP de Braga
Sofia Laura Sousa (à dta.) foi detida em Maio deste ano pela PSP de Braga FOTO: Nuno Fernandes Veiga
Tal como tinha acontecido no primeiro julgamento, a 19 de Setembro, ontem o casal confessou integralmente a autoria dos roubos e mostrou-se arrependido. Depois de ouvir os arguidos, o colectivo dispensou todas as testemunhas e marcou a leitura do acórdão para a próxima semana.

A advogada madeirense, que confessou ter roubado para manter o vício da droga, foi condenada noutro processo de assaltos, em Setembro, a três anos e três meses de pena suspensa. Ao então namorado, que está em prisão preventiva, foi-lhe aplicada uma pena de três anos e meio. Na semana passada, Bruno foi de novo condenado a três anos e meio, por um roubo à mão armada que praticou sozinho.

Sofia Sousa, que trabalhou como jurista nos Bombeiros do Funchal, participou em pelo menos cinco roubos a lojas de ouro, onde entrava como falsa cliente. Depois, com uma faca, o namorado ameaçava as vítimas que sequestrava na casa de banho.
advogada julgamento braga roubos droga
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)