Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Advogado de José Penedos questiona critérios da PJ

O advogado de José Penedos, arguido no processo 'Face Oculta', questionou esta terça-feira os critérios que levaram os investigadores da Polícia Judiciária (PJ) a ignorar alguns nomes que constam das listas de pessoas presenteadas pelo sucateiro Manuel Godinho.
24 de Janeiro de 2012 às 21:01
José Penedos é um dos arguidos do processo 'Face Oculta'
José Penedos é um dos arguidos do processo 'Face Oculta' FOTO: d.r.

"Apenas procurei tentar perceber porque é que há diferenças entre as  listas originais apreendidas e as listas da PJ, sendo que as primeiras têm  mais nomes e as segundas têm menos nomes", disse o advogado Rui Patrício  à saída da sala de audiências do tribunal de Aveiro, onde decorre o julgamento. 

Segundo o causídico, "menos de metade" dos nomes que constam nas listas  que foram apreendidas nas empresas de Manuel Godinho não foram transcritos  para as listas da PJ, entre os quais estão o ex-líder do PSD Marques Mendes  e o ex-secretário de Estado do Desporto Hermínio Loureiro.  

Os nomes dos dois social-democratas foram referidos por João Folque, advogado do coarguido Carlos Vasconcellos, quadro da REFER que está acusado de um crime de corrupção, e foram confirmados pelo inspector da Polícia Judiciária (PJ) Rui Carvalho durante a sessão desta tarde.  

Segundo o inspector que coordenou as investigações, Marques Mendes e Hermínio Loureiro constavam de uma tabela com "largas centenas" de pessoas que foram presenteadas pelo sucateiro.  

Rui Carvalho explicou ainda que só foram transcritos para a lista da PJ os nomes de pessoas que receberam prendas de valor acima de 50 euros e de pessoas que desempenhavam cargos em empresas do Estado ou cargos públicos. 

O inspector da PJ já havia dito em anteriores sessões que foram apreendidas duas pastas com uma "listagem extensa" de nomes de pessoas a quem deviam ser entregues presentes, na sequência de buscas nas instalações da 'O2'  em Ovar - uma empresa de Manuel Godinho.  

"As pessoas que vêm mencionadas abarcam quase todas as áreas, desde a fiscalização à área de concessão de licenças de alvarás", afirmou o inspector, dando como exemplo o Serviço de Protecção da Natureza e Ambiente da GNR, Finanças, Direcção Regional de Economia do Centro, Direcção Regional do Ambiente e várias autarquias.  

Na lista, constavam ainda nomes de pessoas ligadas a empresas públicas e privadas com quem as empresas de Manuel Godinho tinham relações comerciais, nomeadamente a Refer, REN, CP, EP, EMEF, Portucel, Petrogal, Estaleiros Navais de Viana do Castelo e Lisnave.  

josé penedos defesa face oculta tribunal aveiro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)