Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Advogados: Orçamento aprovado pela primeira vez em três anos

A Assembleia-Geral da Ordem dos Advogados aprovou, este sábado, um orçamento pela primeira vez em três anos, disse à Lusa o presidente do Conselho Distrital de Lisboa, Vasco Correia.
19 de Março de 2011 às 15:55
Marinho Pinto, bastonário da Ordem dos Advogados
Marinho Pinto, bastonário da Ordem dos Advogados FOTO: Lusa

Segundo o advogado, houve 910 votos a favor, 23 contra e uma abstenção na terceira reunião em que Marinho Pinto tentou fazer aprovar o seu orçamento para 2011.
 
Vasco Correia afirmou que, enquanto presidente do Conselho Distrital de Lisboa, votou contra, mas salientou que era precisa uma "nova fase de relacionamento entre os órgãos da Ordem para trabalhar em conjunto em favor da Ordem e dos advogados".
 
"Era importante que saísse daqui um orçamento para a Ordem, já era o terceiro ano em que isso não acontecia e não nos podíamos dar a esse luxo", reforçou.
 
Aquando da sua reeleição, António Marinho Pinto garantiu que, enquanto for bastonário, não permitirá o aumento de quotas, pelo que a solução é diminuir as despesas, sobretudo com funcionários. 
 
Segundo os dados avançados pelo bastonário, nos últimos cinco anos, a Ordem gastou 34 milhões de euros com pagamentos de salários, naquilo que considera ser um "desvirtuamento" do que deve ser uma associação pública.
 
Marinho Pinto prometeu um orçamento de "rigor e contenção de despesas", apontando a necessidade de reduzir pessoal.

Marinho Pinto Ordem dos Advogados orçamento Vasco Correia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)