Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Agrediu 20 mulheres com pauladas na rua

Durante três meses, o ‘homem do pau’ espalhou o medo.
Francisco Manuel 29 de Setembro de 2016 às 10:22
Durante três meses, o ‘homem do pau’ espalhou o medo.
Passava de carro, abrandava a marcha e com um pau, ainda dentro do automóvel e através da janela, agredia as mulheres que seguiam no passeio. De seguida, invertia a marcha e passava a sorrir pelas vítimas, algumas atordoadas ou no chão após o ataque e sem perceber o que se tinha passado. Após três meses a aterrorizar a freguesia de S. Roque, Oliveira de Azeméis, o mecânico, de 23 anos, foi detido, terça-feira, pela GNR.

"As mulheres tinham medo de andar na rua e os pais já não deixavam as filhas irem sozinhas para as escolas", contou ao CM Maria Martins, uma moradora que recentemente escapou a um dos ataques do jovem, que passou a ser tratado como o ‘homem do pau’. Era quando se deslocava ao centro de inspeções automóvel, próximo de S. Roque, que atacava. A falta de queixas e o facto de usar sempre carros diferentes estavam a dificultar a sua identificação.

Até que, na terça-feira, uma testemunha conseguiu ver a matrícula da viatura. Quando confrontado, o dono do veículo explicou que tinha entregado a viatura ao mecânico. O suspeito foi detido, levado para o posto da GNR e reconhecido por algumas das, pelo menos, 20 vítimas. Às autoridades, justificou que começou as agressões depois de uma idosa lhe "ter feito mal".

Foi depois libertado. "Estávamos preocupados com esta onda de insegurança, mas a GNR não tinha registo de nada e por isso não podia atuar", explicou Amaro Simões, presidente da Junta de S. Roque.
S. Roque Oliveira de Azeméis Maria Martins GNR polícia agressão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)